Thursday, July 25, 2013

despensa

minha despensa é também um quartinho de bagunça. sou a única moradora da casa, a despensa é só minha e a bagunça também. o interruptor da lâmpada incandescente que tem lá fica meio escondidinho atrás da porta. ninguém costuma encontrar com facilidade o interruptor além de mim.
gosto de entrar na despensa e ficar um pouquinho no escuro porque respeito o silêncio e a escuridão em que vivem as coisas nesse mini-quartinho. e sei direitinho onde está o interruptor, o que me dá a segurança de que a qualquer momento posso quebrar o escuro. tem um telefone com fio que eu acho bonito mas não tenho necessidade de usar. tem uma caixa em que vou transportar meu projetor se um dia eu me mudar e que por enquanto contém álbuns de fotografias que eu não faço questão de olhar. tem uma gaiolinha onde transporto meu gato - coisa que fiz umas cinco vezes, o pé de uma luminária horrorosa que ainda não dei, uns papéis de diversas gramaturas, o manual de instruções de um gravador portátil, umas lâmpadas pisca-pisca que uso nas minhas festas de aniversário, muitas fitas coloridas guardadas para serem reaproveitadas, uma bolsa de ferramentas com poucas ferramentas. tem uma cortiça horrorosa, velha. por que eu não me desfiz disso? ah, é uma despensa ali também... então tem saco de arroz, saco de feijão, de milho pra pipoca, caixas de macarrão, uma garrafa de suco, uma cerveja cara numa lata importada, uma lata de tomate pelati, uma mistura pronta de pisco sour provavelmente tão ruim que vai perder a validade sem que eu tenha provado e umas outras coisas que demoram para estragar. é confortável a minha despensa.

No comments:

 
Site Meter